sábado, 20 de outubro de 2007

* OS ASTROS DIZEM QUE...


* não sou simpática à primeira vista...


* não atraio pela beleza, talvez pelo charme natural...


* pareço estável do ponto de vista emocional, mas a verdade é que a insegurança e os vários estados de humor fazem de mim uma pessoa misteriosa aos olhos dos outros...


*os complexos e a mania de que me estão sempre a gozar ou desprezar, fazem de mim uma criatura um pouco dura e conservadora nalgumas situações...


*Na minha cabeça/coração existe sempre um turbilhão de sentimentos contraditórios... vale-me a serenidade para ultrapassar tudo isto...


*quero ser amada tal como sou... sem encenações


*não sei brincar e levo tudo ao pé da letra... isso afasta os outros


*odeio a mentira e raramente esqueço uma frase que me magoou...


*Sou tagarela...


* Infelizmente interiorizo mto as coisas e isso pode originar mal-entendidos, só que enquanto os outros se sentem magoados / ofendidos, eu já nem me lembro que fui menos simpática ou ignorei qualquer coisa...


* tenho tanto de sentido prático, responsabilidade e paciência como tenho de excessiva seriedade, alguma mesquinhez e uma grande dose de aparente frieza...


ISTO É O QUE OS ASTROS DIZEM... ATÉ QUE PONTO VOCÊS PENSAM IGUAL?

7 comentários:

Anónimo disse...

enfim gostei da maneira que falas , e que pensas , acho-te interesante pelo que vejo em ti
ass: caramelo

Anónimo disse...

Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* Amo-te* ass. Sabes quem ;P

Anónimo disse...

enfim... os astros raramente falham :P
estas palavras resumem aquilo que tu és

ass: mocinho

Anónimo disse...

hehe gostei do commentario anterior e anterior ao anterior , e tambem do anterior ao anterior , interiorizo que anteriormente , ja eras interiorizada ...tambem é como se verifica .... com esse interior .... nao se experava outra coisa hehe
ass: caramelo

Karula disse...

Dizer o que me apetecer...

O que é isto? Como o poderei fazer? Depois de tanto tempo a fazer e a dizer o que é politicamente correcto nem sei o que dizer!!!

Nesta sociedade que vive de aparencias tudo tem de ser bem pensado antes de fazer e dizer seja o que for.
Uma sociedade em que só importam as aparencias, é uma sociedade fria, calculista, hipócrita, egocentrica, mesquinha, que olha só para o seu próprio umbigo.

É assustador!!! Mas em que mundo é que vivemos?

O que sentir quando tentamos ter uma conversa coerente e o receptor só pensa em frivolidades??? O que pensar das pessoas que nos rodeiam no dia a dia? O que pensar do carteiro frio e arrogante, o que pensar do padeiro mal educado, o que pensar da "dondoca" toda pintada e enfeitada que vai ao ginásio, o que pensar das conversas na cabeleireira e na estéticista, o que pensar do vizinho que faz de tudo para meter conversa por tudo e por nada... o que pensar deste mundo de pessoas que nos rodeia e que não nos conheçe minimamente?
Porque fazemos de tudo para ser aceites numa sociedade destas? Porque temos de ser lindos, belos, elegantes, sofisticados para ser aceites? Porque não podemos ser nós próprios sem que nos apontem o dedo?

Já pensaram que todos acabamos por tomar atitudes com vista ao que os outros vão pensar, se os outros vão gostar, o que os outros vão dizer? Porque não somos simplesmente nós próprios? Ou será que nós próprios já somos como a sociedade em que vivemos?

Tudo tem de ser perfeito... basta haver algo ou alguém que foge do prototipo dito "normal" que toda a gente olha, aponta, comenta... magoa.

Existem tantas coisas bem mais importantes que uma cara bonita, que um corpo esbelto, que roupas caras...A simplidade das coisas é que as torna belas... porquê complica-las?

Não me conformo com o mundo que temos hoje e sinceramente não me adapto mas tenho de viver nele com tudo de bom e de mau que ele tem.
Claro que não disse tudo o que me apetece... até porque acho que já não sei dizer tudo o que me apetece. Apenas divaguei e escrevi algumas coisas sem nexo, num sitio onde é permitido dizer tudo o que apetece.

Patrícia disse...

Sandrinha

só hoje dei com o endereço do teu blog (não sou muito assídua no HI5), mas prometo que vou voltar aqui..

Qto ao teu post, comoço logo por não concordar com o primeiro ponto... a não ser que tenhas mudado muito nos últimos anos.
Sempre foste muito simpática à primeira vista (já eu não posso dizer o mesmo, pois não menina Sandra? lol)


Qto a mim, não sou muito de ligar às opiniões dos outros. Quer dizer, até ligo, mas depois acabo por fazer exactamente aquilo aquilo que quero. Prefiro ser fiel a mim própria.

Tdos nós temos defeitos e qualidades. E quem gosta de nós gosta mesmo assim.
E de ti sempre houve imensa gente a gostar. Tu é que às vezes fechavas os olhos...

beijinhos
Patrícia

Pires Vicente disse...

adorei as tuas fotos no Olhares. Não tens que ter complexos nem de pensar em ser outra pessoa... És como és... E aos meus olhos és uma mulher linda, com uma beleza rara, fantástica,com muita poesia e sensibilidade dentro de ti.